Modern technology gives us many things.

Lizzie Borden: O maior mistério da era vitoriana

1

Lizzie Borden nasceu em Fall River, Massachusetts, em 19 de julho de 1860. Filha de Andrew Jackson e Sarah Anthony Borden. Vindo de uma família rica local, Andrew era o proprietário de vários comércios na região e foi membro da presidência e direção de bancos e instituições financeiras.

imagem de dominio publico

Lizzie e sua irmã Emma, passavam podia dando aulas para imigrantes e crianças, se dedicavam a ajudar na comunidade filantrópica da igreja.

Em 1863, Sarah Borden faleceu, três anos depois Andrew se casou com Abby Durfee Gray. Após o casamento Andrew se fastou das filhas, Lizzie estava convencida de que Abby estava em busca da fortuna da familia.

A tensão na casa só aumentou quando em 1890, Andrew passou varias de suas propriedades para a família de Abby.

John Vinnicum Morse, tio-avô de Lizzie, foi convidado para passar a noite na casa da família, este fato foi começo de uma série de mistérios.

Morte em família

Era 4 de agosto de 1892, Bridget Sullivan estava limpando as janelas quando Lizzie chegou correndo dizendo que seu pai foi assassinado. Bridget que trabalhava na casa acompanhou Lizzie até o segundo andar onde encontraram o corpo de Abby.

Os dois foram mortos pela mesma arma, as marcas indicavam algo pesado com ponta.

Abby foi a primeira vítima, entre 9h e 10h30. Ela estava arrumando o quarto de hóspedes quando foi golpeada na cabeça, o criminoso deu mais 17 golpes.

imagem de domínio publico

Enquanto isso, John e Andrew estavam na cidade acertando os negócios. As 10 e 30 se deitou para tirar um cochilo e foi atacado por 11 golpes.

A investigação descobriu dois machados e duas machadinhas no porão da casa, uma das machadinhas tinha o cabo quebrado. A análise de ferramentas concluiu que esta era a arma do crime, ela estava cortada porque deveria estar suja de sangue.

Alguns dias depois, Lizzie foi vista queimando um vestido azul-claro. Ela afirmou que derramou tinta nele, mas testemunhas alegaram que Lizzie estava com aquele vestido no dia do crime.

O julgamento de Lizzie Borden

Começou no dia 5 de junho de 1893, Lizzie estava calma e deu respostas estranhas e muito contraditória sobre os eventos do dia do crime.

Apesar de a polícia ter certeza que Lizzie era culpada, não conseguiram encontrar provas suficientes para ligar a garota ao crime.

A polícia admitiu que não realizaram uma busca completa porque Lizzie alegou estar passando mal. Sem provas ela foi inocentada em 20 de junho.

Não houve mais acusações, e varias teorias passaram a rodear o mistério. Lizzie continuou sendo a maior suspeitas – uma teoria sobre o que aconteceu diz que ela sofria de abusos físicos e psicológicos infligidos pelo pai.

Outros dizem que ela era lésbica e tinha um caso com Bridget Sullivan, a madrasta teria descoberto e então elas decidiram matar os dois.

Emma que estava fora da cidade foi acusada de criar um falso alibi para cometer os crimes.

A emprega foi acusa de cometer o crime por se sentir ultrajada ao pedirem que limpasse as janelas da casa em uma quente de verão.

Photo: Roadside Attractions

A versão mais bizarra fala que a família teria se envenenado por comer algo fora da validade, que estragou na geladeira quebrada da casa, Lizzie por sofrer de crise epiléptica durante seu forte ciclo mensal teria atacado a família enquanto estava em um estado de sono

A história de Lizzie ganhou atenção da midia dos Estados Unidos, e foi comparado a casos como o de O.j.Simpson e Bruno Hauptmann.

Mesmo inocentada, Lizzie não conseguiu se livrar da imagem de uma assassina fria e cruel, que cometeu um dos crimes mais chocantes de sua época.

imagem de divulgação

Em 1996 a casa da família Borden foi transformada em Hotel, e funciona tambem como um pequeno museu que conta a história da família.

Lizzie tambem foi parar em várias produções, como The older sister de 1955,, Lizzie Borden Took ab Ax dew 2014, e a série The Lizzie Borden Chronicles de 2015.

1 comentário
  1. […] ser encontrada Barbara perdeu 10 kilos e teve sequelas graves, o sequestrador foi preso e Barbara escreveu um livro contando sua história. Os livros já […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.