Modern technology gives us many things.

O estranho caso de Gipsy Rose

1

Gipsy Rose e Dee Dee Rose Blancharde moravam no oste dos Estados Unidos, na cidade de Springfield, Missouri.

Dee Dee era uma mãe ocupada, não podia trabalhar fora de casa porque seu tempo era integralmente dedicado a sua filha Gypsy que tinha uma série de doenças.

Quando se perguntava dos problemas de saúde da menina, a mãe dava uma lista de várias complicações medicas que incluíam distrofia muscular, epilepsia, asma severa, problemas de vista, anomalias cromossômicas e outras variantes que só aumentavam.

Dee Dee afirmava que sua pequena sempre foi assim, desde que nasceu cheia de problemas. Elas eram felizes, e os vizinhos amavam a companhia delas, os amigos, familiares e vizinhos, todos diziam que elas eram muito amáveis.

Mas essa não é uma história feliz de superação, não é um conto sobre uma mãe que batalhou contra tudo e todos para salvar a vida de sua amada garotinha.

O que parecia ser uma bela parceria entre duas mulheres fortes mudou completamente em 2015 quando apareceu no perfil do Facebook de Dee Dee Rose um post que dizia “a vadia morreu!”

Créditos: divulgação

Era uma vez Gipsy Rose e Dee Dee

O cordo de Dee Dee rose foi encontrado em casa pela polícia, no quarto delas, e tudo mostrava que o crime havia acontecido a vários dias. Gypsy estava desaparecida.

O misterio começou a ganhar forma quando Aleah Woodmansse, uma amiga de Gypsy que morava na comunidade, se ofereceu para ajudar a policia.

Gipsy Rose e sua mae
imagem de divulgação

Preocupada com a amiga, ela revelou que Gypsy tinha um namorado, a menina falava com ele pela ‘internet’, usando um nome falso, porque queria evitar que sua mãe super protetora soubesse que ela estava interessada em alguém.

O casal se conheceu em um site de relacionamento para cristãos, e estavam juntos a dois anos. O rapaz era Nicholas Godejohn, de 24 anos, seis anos mais velho que Gypsy Rose.

Ele morava em Big Bend em Wisconsin.

A farsa foi descoberta

Tudo começou quando ao completar 18 anos, Gypsy descobriu que sua mentia sobre seu estado de saúde, então passou a planejar a morte da mãe. Após o assassinato ela fugiu com o namorado.

Algum tempo se passou até a policia achar o corpo e ir até a casa do rapaz encontrar a garota.

imagem de divulgação

Nicholas não fez resistência, se rendeu assim que a polícia apareceu.

Gypsy estava com ele, mas havia algo de diferente nela; ela estava sem cadeira de rodas, podia andar normalmente, não precisava das cadeiras, seu cabelo era curto mais estava em crescimento, o tanque de oxigênio que sempre estava na garota não foi encontrado em lugar nenhum do ambiente.

Estava tudo bem claro, a doença da menina era uma grande mentira.

A verdade vos libertará

Rod Blanchard, o pai de Gypsy, revelou que a menina nasceu saudável, mas quando completou três meses, Dee Dee se convenceu que a garota não respirava a noite o que deveria ser um quadro de apneia e foi aí que as mentiras começaram.

A mãe sempre encontrava alguma doença e os diagnósticos aumentavam a cada dia. Quando o governo e varias instituições começaram a ajudar, os olhos de Dee Dee brilharam, ela descobriu a fórmula para ganhar dinheiro. Elas até ganharam duas passagens para a Disney.

imagem de divulgação

Gypsy não conseguia explicar direito o que aconteceu, nem como as coisas chegaram aquele ponto. Era tudo novo e confuso, chegaram a suspeitar do uso de tranquilizantes, mas naquela altura era difícil dizer quantos medicamentos a menina foi forçada a tomar.

Os médicos chegaram a conclusão de que Dee Dee sofria da Síndrome de Munchausen; uma doença que faz com que as pessoas finjam sintomas físicos e psicológicos, na intenção de ter a simpatia dos outros.

Não foi possível confirmar o quadro já que Dee Dee nunca deixou um diário ou registro medico pessoal, mas dato aos eventos e a todo o histórico até a sua morte, era algo bem possível.

O fim de Dee Dee

Gypsy e o namorado planejaram todo o crime. Ela pedia para Nicholas matar a sua mãe enquanto, ele afirmava que o ódio que sentia por ela faria a morte acontecer.

O garoto não tinha antecedentes agressivos, apenas uma prisão pro conduta indecente. Apesar de Gypsy ter comprado a arma do crime, foi seu namorado que desferiu os golpes contra Dee Dee que dormia em seu quarto.

imagem de divulgação

Nicholas foi condenado a prisão perpétua e Gypsy recebeu uma pena minima de 10 anos, ela poderá pedir sua liberdade em 2023 quando completara 32 anos e então poderá buscar uma vida normal no país que ama.

Gypsy diz que sua mãe seria perfeita para alguém doente, mas ela não é assim, não é doente, o que faz uma grande diferença.

Essa é uma história que faz questionar os limites da capacidade humana, onde estão dispostos a ir para vender uma história e lucrar. Mesmo que para isso precise causar sofrimento na pessoa que diz amar tanto.

imagem de divulgação – filme/serie the act

Um caso tão chocante que foi parar nas telas, sem precisar acrescentar ou fantasiar porque o conto original já é bizarro o suficiente.

Para mais historias continue acompanhando o blog360.

1 comentário
  1. […] quando Lizzie chegou correndo dizendo que seu pai foi assassinado. Bridget que trabalhava na casa acompanhou Lizzie até o segundo andar onde encontraram o corpo de […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.