Modern technology gives us many things.

O que fazer em Veneza – Itália 10 Pontos turísticos

0

Como sabemos o mundo é um lugar cheio de diversidades, com lugares exuberantes, com diversas culturas, e modo de ser viver. Em meio a lugares remotos sempre á pontos turísticos que encanta e fascina facilmente, com suas belezas.

Veneza – Itália

Veneza é uma cidade no nordeste da Itália situada sobre um grupo de 117 pequenas ilhas separadas por canais e ligadas por pontes. Ela está localizada na pantanosa Lagoa de Veneza, que se estende ao longo da costa entre as bocas dos rios Po e Piave.

Veneza é famosa pela beleza de sua arquitetura e obras de arte. Uma parte da cidade está listada como um Patrimônio Mundial, juntamente com a sua lagoa. Veneza é a capital da região de Veneto.

Em 2009, havia 270.098 habitantes na comuna de Veneza (a estimativa de população de 272 mil habitantes inclui a população de toda a comuna de Veneza) dos quais cerca de 60 mil vivem na cidade histórica de Veneza (centro storico).

176 Mil em Terraferma (continente), principalmente na grande frazioni (equivalente a “paróquias” ou “divisões” em outros países) de Mestre e Marghera, além de 31 mil em outras ilhas da lagoa). Junto com Pádua e Treviso, a cidade está incluída na área metropolitana de Pádua-Treviso-Veneza (PATREVE), com uma população total de 2,6 milhões de pessoas.

10 Pontos Turísticos de Veneza:

Vamos destacar abaixo os 10 pontos turísticos mais incríveis de Veneza.

Piazza San Marco

A Praça de São Marcos (em italiano: Piazza San Marco) é a única praça de Veneza, e o seu principal destino turístico, com permanente abundância de fotógrafos, turistas e pombos. Atribui-se a Napoleão Bonaparte, embora muito provavelmente o deva fazer-se a Alfred de Musset, a autoria do epíteto de le plus élégant salon d’Europe (o salão mais belo da Europa).

piazza-san-marco-veneza-2821212-9950974-2397244

Também é um dos únicos grandes espaços urbanos numa cidade europeia onde as vozes das pessoas se impõem sobre os sons do tráfego motorizado, o qual está restrito aos canais da cidade.

O que Fazer na Piazza San Marco:

Primeiramente: não se assuste com a quantidade de pombos que existe nela – é sério, são muitos!

A criançadas que adora fazer uma farra com eles. Na Piazza San Marco estão vários pontos turísticos importantes para você conhecer em Veneza: a Basílica di San Marco, a Torre do Campanário, a Torre dell”Orologio (original do século 14), o Palácio Ducal e a Piazzetta di San Marco, praça famosa com o Leão Alado, o símbolo da cidade.

Curiosidades da Piazza San Marco:

A Praça de São Marcos é o lugar mais baixo de Veneza, e quando a água sobe no Mar Adriático por tempestades ou excesso de chuva é o primeiro sítio a inundar-se.

A água drena diretamente para o Grande Canal, o que é ideal quando chove, mas quando a maré sobe (em italiano, diz-se acqua alta) tem o efeito inverso, e a água do canal escoa para a praça.

Como Chegar na Piazza San Marco:

Visite a praça durante o dia e também durante a noite: o cenário é o mesmo, mas a sua percepção será totalmente diferente.

O espaço aberto está dominado pelo Basílica de São Marcos, o Palácio Ducal de Veneza e o Campanário da Basílica que se ergue a um lado da praça.

Basílica di San Marco

A Basílica de São Marcos (em italiano: Basilica di San Marco) é a mais famosa das igrejas de Veneza, Itália, e um dos melhores exemplos da arquitetura bizantina.

Veneza
veneza – Basílica di San Marco

A primeira igreja construída no local foi um edifício temporário no Palácio dos Doges, construído em 828, quando mercadores venezianos adquiriram de Alexandria as supostas relíquias de São Marcos Evangelista.

Em 832, um novo edifício foi erguido, no local da atual basílica; esta igreja foi incendiada durante uma rebelião em 976, reconstruída em 978 e, mais uma vez, em 1063, no que viria a ser a base do atual edifício.

O que Fazer na Basílica di San Marco:

A igreja mais famosa da cidade construída no ano de 828, situada na Piazza di San Marco. A construção realmente impressiona pelo tamanho e arquitetura, contendo cinco cúpulas que mesclam os estilos bizantino, românico e renascentista. O ingresso à basílica é gratuito, você só paga se quiser ir ao museu que fica nela.

Curiosidades da Basílica di San Marco:

A igreja apresenta uma planta em cruz grega, baseada nos exemplos de Basílica de Santa Sofia e da Basílica dos Apóstolos, ambas em Constantinopla. Possui um coro elevado acima de uma cripta.

A planta do interior consiste em três naves longitudinais e três transversais. Um baldaquino cobre o altar principal, com colunas decoradas com relevos do século XI. O retábulo é a famosa Pala d´Oro – um trabalho em metal bizantino de 1105. Atrás do altar principal há um segundo altar com colunas de alabastro.

Os cercados do coro, acima dos quais há três relevos de Sansovino, apresentam obra de marchetaria de Fra Sebastiano Schiavone. Os dois púlpitos de mármore da nave são decorados com estatuetas dos irmãos Massegne (1394).

Como Chegar na Basílica di San Marco:

Localizada na Praça de São Marcos (em italiano: Piazza di San Marco), ao lado do Palácio dos Doges, a basílica é a sede da arquidiocese católica romana de Veneza desde 1807.

Torre do Campanário

O Campanário de São Marcos é o campanário da Basílica de São Marcos em Veneza, situado na praça do mesmo nome. É um dos símbolos da cidade de Veneza.

torre-campanario-veneza-1-4880889-7327650-9428274

A construção foi iniciada no século XI durante o dogado de Pietro Tribuno sobre fundações de origem romana. Foi terminada no século XII durante o dogado de Domenico Morosini.

Seriamente danificado por um relâmpago em 1489 que destruiu a cúspide de madeira, assume o aspeto definitivo no século XVI graças aos trabalhos de reconstrução para reparar os danos causados pelo sismo de março de 1511.

Estes trabalhos iniciados pelo arquiteto Giorgio Spavento foram depois executados sob a direção do arquiteto bergamesco Bartolomeo Bon.

O que Fazer na Torre do Campanário:

A primeira versão da construção da torre data do século 9 e desmoronou em 1902 – sendo reconstruída com base em um projeto do século 16. A vista que você terá lá de cima, da Torre do Campanário, é sensacional! Você consegue ver Veneza por outro ângulo e logo abaixo de você está a Basílica di San Marco.

Curiosidades da Torre do Campanário:

Foi nesta torre que Galileu Galilei apresentou seu telescópio para o governante de Veneza em 1609. Para subir, você precisa comprar um ingresso que dá acesso ao elevador da torre.

Como Chegar na Torre do Campanário:

A torre tem 98,6 m de altura e fica num canto da praça, perto da entrada da basílica. As suas formas são simples, e o seu corpo principal é uma coluna de tijolos, de 12 m de lado e 50 m de altura, sobre a qual assenta o campanário com arcos, que aloja cinco sinos.

Palazzo Ducale

O palácio atual foi construído entre 1309 e 1424. Giovanni Bon e Bartolomeo Bon criaram a chamada Porta della Carta, um monumental portão em estilo gótico tardio na Piazzetta, ao lado do palácio.

palazzo-ducale-veneza-7104479-4153101-1889663

Antiga sede do Doge de Veneza e da magistratura veneziana, seguiu-lhes a história, dos alvores à queda, e é hoje sede do Museo di Palazzo Ducale e faz parte da Fondazione Musei Civici di Venezia.

O que Fazer no Palazzo Ducale:

Como praticamente todas as construções da cidade, você ficará encantado ao observar os detalhes da fachada do local.

O ingresso de visita é pago, custa € 19 e dá acesso ao Palazzo Ducale, ao Museu Correr, ao Museu Arqueológico Nacional e a Biblioteca Nacional Marciana. A dica é comprar seu ticket com antecedência no site oficial para evitar filas.

Curiosidades do Palazzo Ducale:

O complexo sofreu uma primeira grande reestruturação, que transformou a fortaleza original num elegante palácio privado de fortificações, no século XIII durante o dogado de Sebastiano Ziani.

Uma nova ampliação foi realizada entre finais desse mesmo século e os primeiros anos do século XIV, para servir às novas exigências do estado republicano que se seguiram à Serrata del Maggior Consiglio (Exclusão do Conselho Maior), cuja sala foi ampliada.

Como Chegar no Palazzo Ducale:

O Palácio Ducal (em italiano: Palazzo Ducale), também conhecido como Palácio do Doge, é um símbolo da cidade de Veneza e uma obra-prima do gótico veneziano. Surge na área monumental da Piazza San Marco, entre a Piazzetta e o Molo.

Ponte dos Suspiros

A Ponte dos Suspiros foi construída em Pedra de Istria (em italiano: Pietra D’Istria – um tipo de rocha calcária microcristalina compacta com baixa porosidade, que vem precisamente da península de Istria), em estilo barroco, no início do século XVII sob projeto do arquiteto Antonio Contin.

ponte-dos-suspiros-veneza-4425360-3726147-3829566

A ponte é chamada de Ponte dos Suspiros porque ligava o Palazzo Ducale às Prigioni Nove, edifício famoso e construído para abrigar uma prisão.

O que Fazer na Ponte dos Suspiros:

Conhecido em todo o mundo, fotografado pelos turistas provenientes de todos os lugares, lhe foi atribuído esse nome porque a lenda diz que, em tempos remotos, os prisioneiros (atravessando-a) suspiravam na ocasião de ver pela última vez o mundo externo.

Curiosidades da Ponte dos Suspiros:

Esta característica ponte de Veneza, localizada a uma curta distância da Piazza San Marco, atravessa o rio di Palazzo conectando, com uma dupla passagem, o Palazzo Ducale ao Prigioni Nuove, o primeiro edifício do mundo construído para ser especificamente uma prisão.

Serviu como passagem para os presos das prisões acima mencionadas para os escritórios dos Inquisidores do Estado para serem julgados.

Como Chegar na Ponte dos Suspiros:

Ponte dos Suspiros (em italiano: Ponte dei Sospiri) é uma ponte característica de Veneza, situado perto da Piazza San Marco em direção da Riva degli Schiavoni, que liga o Palazzo Ducale às Prigioni Nuove, o primeiro edifício no mundo construído para ser uma prisão.

Tour Pelo Grande Canal

Para conhecer o Grande Canal de Veneza existem várias opções. Você pode utilizar as famosas gôndolas, que são espécies de embarcações movidas por um gondoleiro que opera o remo, ou também os chamados vaporettos, que caracterizam-se por serem balsas encobertas movidas por um motor a diesel.

grande-canal-veneza-1-1760505-9457167-2081183

Vale muito a pena fazer estes tipos de passeios, pois é uma forma divertida e bastante tradicional dos turistas apreciarem tudo o que Veneza tem de bom a oferecer.

O que Fazer na Tour Pelo Grande Canal:

Uma das sugestões é que se você estiver de carro em Veneza deixe o veículo em algum dos estacionamentos e aproveite para circular pela cidade utilizando as embarcações.

Além delas contarem com várias paradas em pontos turísticos diferentes de Veneza são bastante confortáveis e elegantes. Aproveite

Curiosidades da Tour Pelo Grande Canal:

O legal ainda é que durante o tour você vai passar por várias pontes como a Ponte da Academia, Ponde di Rialto e Ponte da Constituição que além de super históricas reservam um forte poder cultural

Como Chegar na Tour Pelo Grande Canal:

O Grande Canal de Veneza nada mais é que o maior canal da cidade. O canal que corta praticamente toda Veneza tem seu início na laguna, que fica bem próxima as estações de trem da cidade, e término junto à Basílica de Santa Maria della Salute, perto da Praça San Marco.

Sua profundidade está na média de 5 metros e 30 a 40 metros de largura, podendo ser transitado por gôndolas, balsas e outros tipos de transporte.

Ponte Rialto

A Ponte Rialto é a mais antiga das quatro pontes que cruzam o Grand Canal de Veneza, além de ser a mais conhecida tanto por seu design quanto por sua história. Durante anos foi o centro econômico mais importante de Veneza.

ponte-rialto-3769040-8882879-7045095

A Ponte Rialto foi construída entre 1588 e 1591, com um design do arquiteto Antonio da Ponte para substituir a anterior ponte de madeira, que já havia caído duas vezes, além de ter sido incendiada.

O que Fazer na Ponte Rialto:

A estrutura da ponte é similar à das suas antecessoras, duas rampas inclinadas unidas por um pórtico no meio. Para visitar a Ponte Rialto, qualquer hora é boa.

Atravessando em diferentes horas do dia você poderá tentar tirar uma boa foto entre os diversos turistas que estarão fazendo a mesma coisa.

Curiosidades da Ponte Rialto:

Atravessando a Ponte Rialto desde São Marcos, você chegará ao Mercado Rialto, um lugar especialmente colorido onde predominam as frutas e verduras.

Se você viajar no verão poderá ver como é difícil resistir às bandejas de fruta fresca que te oferecem.

Como Chegar na Ponte Rialto:

A Ponte de Rialto é a ponte em arco mais antiga e mais famosa sobre o Grande Canal, na cidade italiana de Veneza.

Ela foi formalmente a única ligação permanente entre os dois lados do Grande Canal, até abrirem as restantes travessias.

Igreja Santa Maria della Salute

O início de Santa Maria della Salute remontam a 1631, ano em que começou sua construção. A basílica foi construída para celebrar o fim da peste que eliminou grande parte da população da Região do Vêneto.

igreja-santa-maria-della-salute-veneza-1-3168944-3315067-8058722

O arquiteto de la Salute foi o mesmo que o de Ca’ Rezzonico, Baldassare Longhena. A construção terminou em 1687, 56 anos depois do seu início.

O que Fazer na Igreja Santa Maria della Salute:

No dia 21 de novembro se celebra a festa da Madonna della Salute, uma das festas mais participativas de Veneza. Mediante uma ponte improvisada, os fiéis se aproximam da Santa Maria della Salute para rezar.

Curiosidades da Igreja Santa Maria della Salute:

A Basílica de Santa Maria della Salute possui uma planta octogonal com pequenas capelas em cada um dos seus lados. Embora a decoração interior seja escassa, nela é possível apreciar as pinturas de Tiziano e Tintoretto. O quadro mais importante está no interior da sacristia e se trata das“Bodas de Cana”, de Tintoretto.

Como Chegar na Igreja Santa Maria della Salute:

Santa Maria della Salute (Santa Maria da Saúde) é uma basílica de Veneza, que se ergue perto da da Punta della Dogana (Ponta da Alfândega). Foi construída, tal como a Igreja do Redentor e a Igreja de São Roque, como ex-voto dos habitantes venezianos por causa da peste que em 1630 dizimou a população.

Passeio de Gôndola

Os passeios de gôndola surgiram na cidade há muito tempo, desde quando não haviam os barcos com motor e eles usavam este tipo de embarcação como meio de transporte.

venice-gondolas-italy-venezia-65606-5613853-8203703-3847506

O mais bacana é que mesmo passado tantos anos elas permaneceram na cidade e, hoje, são consideradas um marco histórico de Veneza.

O que Fazer no Passeio de Gôndola:

A maioria dos turistas costumam ir até lá para aproveitar o tour e conhecer alguns pontos turísticos como a Ponte dos Suspiros, Palazzo Ducale e outros.

Mas, o mais gostoso mesmo é poder apreciar cada lugarzinho da cidade de um ângulo super diferente, curtir o clima de romantismo e diversão e fazer um passeio criativo, e ao mesmo tempo gratificante, por toda Veneza.

Curiosidades do Passeio de Gôndola:

O mais interessante é que ela apresenta um formato próprio, sendo um lado mais largo que o outro já que o funcionário que a opera, chamado gondoleiro, fica em pé ao lado da embarcação.

O próprio gondoleiro é quem utiliza o remo e fica ao longo de todo o trajeto instruindo os turistas conforme passam pelos principais e mais importantes pontos turísticos da cidade.

Como Chegar no Passeio de Gôndola:

Os preços, claro, variam muito. No entanto, eles costumam estar em média €80,00 (por barco, valor que é dividido pelas pessoas), correspondendo a uma volta de aproximadamente 40 minutos na cidade.

Uma curiosidade e dica é que se você estiver buscando economizar em Veneza o ideal é optar pelo passeio de gôndola antes das 19h, pois após este horário os tours costumam ser ainda mais caros e com riscos de superlotação.

Praia do Lido

No início do século XX, Lido era um destino que estava na moda na Europa e a praia era frequentada por artistas e escritores.

lido-veneza-8472647-9753146-6409248

Hoje em dia, é uma praia muito massificada, mas que pode complementar perfeitamente uma viagem a Veneza no verão. A temporada alta é de julho a setembro.

O que Fazer na Praia do Lido:

Lido também é onde acontece anualmente o festival de cinema de Veneza. As datas do festival vão da última semana de agosto à primeira de setembro. Se você gosta de tentar a sorte e vai bem vestido, pode passar uma noite diferente no Cassino de Lido.

Curiosidades da Praia do Lido:

As praias do Lido de Veneza estão a apenas 15 minutos de vaporetto a partir do coração da cidade. Depois de curtir a viagem pela lagoa, é só escolher entre as praias privadas, equipadas com barracas e guarda-sóis, ou as públicas, que também têm chuveiros.

A praia Alberoni, de acesso gratuito, é um oásis protegido pela organização não governamental WWF, destacando-se como o habitat de diversas espécies de aves marinhas da região do Veneto.

Como Chegar na Praia do Lido:

Com mais de 12 quilômetros de praia, Lido é um dos principais destinos de verão da Itália. Está a leste de Veneza. Lido é uma zona mais “normal” que Veneza: há casas, hotéis, ruas, carros e ônibus.

Perguntas frequentes

Qual a melhor época do ano para visitar Veneza?

A época mais agradável do ano para viajar para Veneza é do final de março a maio e setembro e outubro.

Quais os melhores lugares para ir com crianças em Veneza?

Passeio pela Piazza San Marco;
Passeio de Gôndola ou Vaporetto;
Visita ao Museu de História Natural;
Ir à Praia – Lido de Veneza;
Visitar Murano e Burano;
Kids Day no Museu Peggy Guggenheim;
Loja Pistache e Chocolate;
Mercatino dell’Antiquariato.

Quantas pontes tem em Veneza?

Veneza é famosa por seus canais. A cidade foi construída em um arquipélago de 118 ilhas, que consistia em aproximadamente 150 passagens em uma lagoa rasa. As ilhas onde a cidade está localizada são conectadas por cerca de 400 pontes.

Esperamos que tenham gostado dessa matéria sobre Veneza, Para saber mais sobre o turismo no Brasil e no mundo clique aqui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.